quinta-feira, julho 13, 2017

Além do PMDB, bancadas do PP, PSD e PR fecham questão por rejeição de denúncia contra Temer

BRASÍLIA — Além do PMDB, as bancadas do PP, PSD, e PR decidiram fechar questão pela rejeição da denúncia contra o presidente Michel Temer, denunciado por corrupção passiva pelo procurador-geral da República. Em nota, a bancada do PSD informou que "votará pela não aceitação da denúncia contra Temer". A decisão foi tomada pelo conjunto dos deputados nesta quinta-feira.

A acusação contra o presidente da República está baseada nas investigações iniciadas a partir do acordo de delação premiada da JBS. O áudio da conversa gravada pelo empresário Joesley Batista, um dos donos da empresa, com o presidente, em março, no Palácio do Jaburu, também é uma das provas usadas no processo.

Segundo a nota do PSD, "os deputados consideram que a denúncia carece de consistência jurídica e que não há materialidade que a fundamente e decidiram por votar pela permanência do Presidente Temer no cargo em prol da continuidade da evolução da economia brasileira".

No caso do PP e do PR, as Executivas Nacionais fecharam questão. O líder do PR, José Rocha, reuniu a bancada na manhã desta quarta-feira para informar a decisão nacional, que é comandada por Valdemar da Costa Neto, que esteve com Temer há alguns dias.

Mas Rocha admitiu que há defecções. Seis votarão a favor da denúncia, 30 contra a denúncia e os demais estão indecisos.


— A Executiva do PR fechou questão — disse José Rocha.